segunda-feira, 25 de maio de 2015

A sabedoria da Alegria

A que nos conduz a vida, qual o seu significado, para que existimos?

Talvez nunca possamos responder estas perguntas, mas podemos seguir a pista deixada pelos Mestres. E todos eles nos falam de Alegria, pura alegria de viver.

Ser parte deste Universo vivo é uma grande alegria e não precisamos de mais nada para ser felizes, basta viver cada momento, se contentar com a vida e tudo o que ela nos traz.

A alegria de ser, como crianças brincando no jardim da vida, se alegrando com cada nova descoberta.

Mas as vezes perdemos nossa alegria porque queremos prender a vida, queremos possuir as coisas e as pessoas, deixamos de Ser para Ter.

E aí a alegria se perde, porque nunca teremos o bastante, porque na verdade já temos tudo o que precisarmos e desejarmos.

Um milionário possui muito dinheiro no banco, mas se sua carteira está vazia, não sofre com isso, porque sabe que pode ter o que quiser, é só esperar um pouquinho e sacar o dinheiro que precisa.

Nós vemos a beleza e queremos aprisiona-la, ser proprietário dela. Prendemos os pássaros que cantam e nos alegram e os colocamos em uma gaiola  no nosso quarto, mas seu canto se torna triste.

Compramos aquele terreno paradisíaco próximo da praia e o tornamos privado para que possamos admira-lo todo dia, mas se torna monótono.

Aprisionamos as aguas dos Rios para gerar energia e riqueza, mas acabamos gerando fome e pobreza.

Se tentamos ser livres como os ciganos ou os índios corremos o risco de nos isolar do mundo e não participar de sua aventura, se nos tornamos negligentes com as nossas posses também ofendemos a natureza que nos deu a riqueza e causamos mau a sociedade.

Se damos festas para comemorar a vida, muitas vezes exageramos  e bebemos além da conta. Se brincamos com algum jogo, podemos nos viciar nele e nos desligar de tantas outras coisas importantes. 

Então, o que fazer? Como sermos crianças despreocupadas quando nos falta tanto, estamos em apuros e não sabemos o que fazer, estamos em um labirinto e não sabemos como sair dele, quem poderá nos ajudar?

Talvez a vida seja um jogo, e  nós temos que achar a saída e conquistar o grande premio. Se for um jogo, temos que avançar para novas fazes, temos que conquistar novos pontos em cada faze, ganhar novas vidas, novas forças, vencer os inimigos, conquistar aliados, definir estratégias. Mesmo que o jogo as vezes seja tenso, não podemos esquecer que não passa de um brincadeira de criança, como nos lembrou o Mestre.

Podemos ser felizes e dar boas rizadas mesmo se perdemos algumas partidas ?
Podemos fazer amigos, mesmo nas derrotas?
Podemos encontrar alegria na arte de jogar ?
E quando vencermos o jogo, qual será nosso premio?
O que fazer quando chegarmos ao topo? Começar um novo jogo?

“Vivendo e aprendendo a jogar... Nem sempre ganhando, nem sempre perdendo, mas aprendendo a Jogar..."


Se você gostou deste texto, fique a vontade para compartilhar, comentar  e recomendar nosso Blog. 

Visite também  www.leveconsciencia.com.br

Somos uma Escola que propaga as boas ideias e busca o Despertar da Consciência, ajudando a tornar as pessoas criadores de novas realidades. 

Nossa sede é na Rua Campos Sales, 38,  Tijuca Rio de Janeiro. Temos palestras públicas toda segunda feira as 19hs.

perfil-jsps

domingo, 3 de maio de 2015

Nao se afobe nao que nada é para já

Estava refletindo sobre a sabedoria do tempo, como ele nos transforma naquilo que imaginamos que seria impossível atingir, como ele nos traz o aprendizado no tempo certo...

Vejo os jovens ansiosos e sedentos que colocam os pés no caminho da espiritualidade, então me veio esta sábia canção de Chico Buarque, que gostaria de compartilhar com vocês...


Não se afobe, não
Que nada é pra já
O amor não tem pressa
Ele pode esperar em silêncio
Num fundo de armário
Na posta-restante
Milênios, milênios
No ar ...
E quem sabe, então
O Rio será
Alguma cidade submersa
Os escafandristas virão
Explorar sua casa
Seu quarto, suas coisas
Sua alma, desvãos ...

Sábios em vão
Tentarão decifrar
O eco de antigas palavras
Fragmentos de cartas, poemas
Mentiras, retratos
Vestígios de estranha civilização

Não se afobe, não
Que nada é pra já
Amores serão sempre amáveis
Futuros amantes, quiçá
Se amarão sem saber
Com o amor que eu um dia
Deixei pra você...


Lindo, não?

Quem sabe hoje nós também estamos aprendendo com a sabedoria dos sábios que um dia aprenderam a amar e a viver..  Vasculhamos suas cartas, seus livros, suas gavetas e amamos com o amor que um dia amaram e deixaram para nós...


Se você gostou deste texto, fique a vontade para compartilhar, comentar  e recomendar nosso Blog. 

Visite também  www.leveconsciencia.com.br

Somos uma Escola que propaga as boas ideias e busca o Despertar da Consciência, ajudando a tornar as pessoas criadores de novas realidades. 

Nossa sede é na Rua Campos Sales, 38,  Tijuca Rio de Janeiro. Temos palestras públicas toda segunda feira as 19hs.
perfil-jsps

O fruto da vida

Acreditamos que Deus é todo poder, todo amor, toda verdade, toda justiça e toda harmonia, não é mesmo. Queremos manifestar sua grandio...