terça-feira, 21 de agosto de 2012

Experiencias Misticas - Não adianta bater na escuridão

Não adianta bater na escuridão, precisamos acender a luz, indo ao encontro do escuro e nebuloso , aceitando sua existência.

Caminhando no sentido oposto de nossas intenções alcançaremos o objetivo, nos diz o principio Hermetico, refletido no simbolo da cobra que morde o próprio rabo.

Penetrando fundo no escuro da noite encontraremos o raiar do dia.

O peregrino que caminha com fé pela estrada escura em busca do amanhecer é diferente daquele que permanece adormecido na escuridão e se protege dela porque a teme.

A consciência  deve ser a tocha que ilumina o caminho e a confiança o seu combustível.

Tememos o sensorial, o canto da sereia, e lhe impomos a vontade e isolamento.

Pela revelação do oculto poderá então surgir a verdade e a confiança.

Surge o risco da vaidade pelo conhecimento adquirido. Mas é melhor que ela se evidencie e mostre sua face pois assim podemos enfrenta-la.

Mais vale um Homem vestido com toda pompa orgulhoso de si   vivenciando e enxergando a fraqueza de sua alma do que um humilde pregador que esconde esta vaidade em trajes simples e palavras mansas.

Surge o risco da critica, do perfeccionismo e do preconceito e desprezo por aqueles que não alcançam elevados padrões de moral e pereccionismo no que fazem.

Surge o risco da separação do mundo em perfeitos e imperfeitos,  dos que permanecem adormecidos e dos que estão na peregrinação.

Mas estes males só se curam com a compreensão de que o todo está na parte e a parte está no todo, Que o perfeito e o imperfeito são facetas da mesma verdade, Que os opostos se tocam e se reconciliam em uma unica verdade.  Mas  para alcançar essa compreensão ainda temos muito o que caminhar.

Uma reflexão importante é buscar entender para que servem as experiencias misticas, o que elas curam e desenvolvem ?

A frieza dos sentimentos, o isolamento, a reflexão e busca da perfeição ajudam a desenvolver a concentraçao para penetrar no recinto interno e na essencia das coisas.

Quando a alma adquire dominio, aprende a entrar e sair do silencio em meio a agitaçao do mundo externo,  unindo o visivel ao invisivel, dispensando o isolamento, pois quem tem o auto-dominio não precisa do silencio.

Entao ela pode penetrar rapidamente em seu mundo interno sempre que for necessario buscar as respostas para para as questoes da vida pratica transformando em ajudando a melhorar sua vida e a vida das pessoas.






Nenhum comentário:

Postar um comentário

A verdade da muito trabalho

O preguiçoso jamais a encontrará porque não tem disposição nem interesse para trabalhar arduamente revirando os detalhes e fazendo pesqui...