segunda-feira, 12 de agosto de 2013

A conta Corrente Universal

Somos alimentados pelo Universo pela energia Vital, que  é uma grande corrente que circula do topo da cabeça para a base espinha e desta para o topo da cabeça, passando por vários pontos para alimentar os sistemas e órgãos.

Estes pontos são chamados de Chakras, que estão ligados a cada um dos nossos sistemas internos. Os Chakras principais são Sete, e vão desde a base da coluna ao todo da cabeça.  

Os três Chakras inferiores representam as necessidades básicas de sobrevivência e os três superiores traduzem a intelectualidade e espiritualidade.

No centro o chakra cardíaco atua como um maestro, equilibrando o ritmo da vida e unindo os dois círculos.

Se nestes caminhos  a corrente for consumida excessivamente pelos centros inferiores, sobrará pouca energia para os pontos superiores, gerando excessivo materialismo, fadiga e pouca expressividade Mental.

Quem deseja alcançar o Plano das Ideias Superiores, deve aprender a usar com sabedoria suas energias internas, alcançando um perfeito equilíbrio e eficiência.

A eficiência  vem do uso inteligente e multiplicação da energia e não do consumo e desperdício.

O equilíbrio que buscamos está relacionado com o numero oito, que representa o bom uso dos recursos e a eficiência.

A natureza busca a eficiência em tudo, e ela só pode ser alcançada pela aplicação inteligente dos recursos.

Uma lâmpada incandescente tem baixíssima eficiência, pois converte apenas uma pequena parte da corrente elétrica em luz, e por isso esquenta e dura pouco, Já uma lâmpada eletrônica converte quase a totalidade da corrente em luz, enquanto que  um LED  tem o maior nível de eficiência, chegando próximo de 100%.

A natureza é como um grande banco, onde devemos fazer bom uso de nossas  "contas correntes " de energia Universal, aplicando com inteligencia e não desperdiçando com desejos de baixo nível. Sabendo usar, não vai faltar.

Neste banco, Existem os "Ricos" e os "Pobres". Os Pobres, muitas vezes são devedores, pelo mau uso que fazem e pelas condutas que trazem de outras jornadas, os Ricos, usam com sabedoria e não desperdiçam, irrigando com abundancia os canais superiores.

Os pensamentos, palavras, atitudes, sentimentos e comportamentos, representam saques ou investimentos, em função da qualidade e sintonia que estabelecem dentro e fora de nós.

Podemos nos ver também como como uma grande orquestra, de vários instrumentos, cada um com sua nota musical predominante. As palavras, pensamentos, sentimentos, alimentação e outros fatores, atuam sobre os instrumentos e fazem a orquestra tocar.

Se a melodia for harmoniosa, pode trazer felicidade a toda a orquestra e a quem ouve, e contagiar a plateia.

Mas cuidado, palmas podem trazer Vaidade e risco para a harmonia da orquestra.

Aquele que alcança este equilíbrio e eficiência energética, usa para si mesmo uma pequena parte da energia que recebe e torna-se assim um doador que pode ajudar aos necessitados e debilitados.

Quem alcança abundancia, deve colocar suas reservas em movimento fazendo circular para outras pessoas necessitadas da forma que melhor lhe for adequada, sem descuidar-se de suas próprias reservas.

O servidor que não alcançou o equilíbrio torna-se presa fácil, e pode afogar-se junto com aquele que tenta auxiliar.

O padrão vibratório do nosso corpo energético é determinado pelo padrão do nosso inconsciente mais profundo, conhecido como alma, que é influenciado pelos nossos valores, crenças e medos.

A cura no campo físico ou energético sem alterar o padrão vibratório da alma produz resultados provisórios e temporários.

A reeducação mental é o primeiro passo para esta cura Interna, a pratica efetiva do relaxamento e meditação levam a compreensão, e a efetiva experimentação levam a transformação interior, eliminando e transformando crenças limitantes em novas perspectivas e abertura de novos horizontes para a alma.

Mas  os  valores e crenças só podem ser alterados pela experiência pessoal de cada um, e só assim produzir uma cura verdadeira da ilusão das crenças limitantes.

Ao mudar o padrão pessoal a alma amplia sua percepção e liberta-se das crenças e superstições e  transforma-se de refém das fatalidades a criadora de novas oportunidades, liberando e potencializando a energia Interior.

As energias das diversas correntes, que são absorvidas pelos nossos chakras. Como um prisma decompõem a luz astral e absorvem apenas as vibrações que estão em sintonia com suas frequências.
Na parte de cima,  tríade de tons azulados, índigo-azul-violeta, No centro, O Chakra do coração como um maestro, Abaixo as energias de tom vermelho , formando a tríade vermelho-laranja-amarelo.

Quanto de vermelho tem no hemisfério superior, e quanto de azul temos no hemisfério inferior ?

A maioria das pessoas faz maior uso das forças do hemisfério inferior, enquanto as pessoas espiritualizadas fazem uso do hemisfério superior.  Surge assim  uma divisão de dois mundos que se excluem como se não pertencessem ao mesmo universo.

Nosso desafio é equilibrar os opostos e aprender a lidar com as forças brutas sem nos tornarmos escravos do prazer e ao mesmo tempo penetrar nos domínios das forças etéreas sem perder contato com a realidade concreta.

O aprendiz  que penetrou no plano mental  e espiritual distanciando-se do materialismo, terá que aprende a lidar  com o hemisfério de baixo e lidar com estas forcas, pois sem elas não poderá ter sucesso.  Neste caminho ele pode alternar  momentos de erros e acertos, como diz um trecho dos versos áureos de Pitágoras 

“Adeptos o Erro os tem, como a verdade bela;
O sábio adverte austero, ou aconselha amigo;
Mas, se o Erro vil domina – Ele recua, e vela; “



Em geral fugimos do trato com estas questões e nos tornamos puritanos, evitando "provar" das coisas mundanas para não nos contaminarmos. Puro medo de cair em tentações e não saber como voltar ao estado magico de leveza.

A luz não teme as sombras, e não poderemos verdadeiramente servir aos mestres se não aprendermos  a "andar pelo Vale da morte" , pois os necessitados não estão nos templos e não vivem na delicia dos céus.

Se não pudermos sentir o que eles sentem e pensar como eles pensam, não poderemos verdadeiramente ajuda-los.  " Ainda que eu ande pelo Vale da morte, Ainda que eu fale a linguagem dos homens, se não tiver amor, nada serei" .


Podemos recorrer então ao sábio conselho do grande Mestre para harmonizar nossas energias internas,  a oração do Pai Nosso.  




Nenhum comentário:

Postar um comentário

O fruto da vida

Acreditamos que Deus é todo poder, todo amor, toda verdade, toda justiça e toda harmonia, não é mesmo. Queremos manifestar sua grandio...