Pular para o conteúdo principal

O que é Ser Supermentalista

O que buscamos é a vivencia Integral do nosso Ser, para nos tornarmos plenamente conscientes de quem somos.  Esta Plenitude só pode ser alcançada penetrando na  Mente Superior, o Portal do Plano Espiritual, que transcende a forma e os limites condicionados pelos níveis inferiores do nosso ser. Para vivencia-la precisamos penetrar no Silencio e fazer dele nossa morada e nosso refúgio, vivendo o presente como observadores ativos da nossa própria vida.

A milenar filosofia da Índia afirma que a vida é Maya, ou Ilusão e que devemos buscar despertar deste sono da Mente para perceber a realidade Infinita.

A Realidade é muito rica e está alem do alcance da percepção da mente comum. Por isso vivemos dentro de nossa bolha de Ilusão. Para nos proteger da Riqueza excessiva de impulsos provindos da ideias, das emoções e das formas, criamos filtros que limitam e selecionam os estímulos que recebemos. Estes filtros criam condicionamentos e comportamentos cristalizados em crenças e valores, e formam uma segunda natureza mental mais "concreta" e próxima da realidade da forma. Esta mente concreta funciona como uma espécie de "cerca" que delimita nosso mundo e cria a nossa própria "ilusão" da realidade até que possamos aprender a  lidar com a imensa riqueza de estímulos.

Se a realidade está alem do mundo que conhecemos, então ela se reveste de  níveis diferentes de densidade que nos traz diferentes percepções da realidade, como se fossem mundos diferentes.

O Mundo físico é o mundo das formas e dos sentidos que definem os limites da nossa realidade e nos levam a perceber um mundo de coisas concretas.

O Mundo das emoções e sensações nos permite sentir os relacionamentos com as formas e seres, dando profundidade a esta realidade que percebemos.

O Mundo das ideias vem através das impressões que nos chegam de dentro e de fora e impulsionam nossa vontade, produzindo a força motriz para iniciativas, atitudes e comportamentos. 

Podemos nos libertar destes condicionamentos e desenvolver esta natureza integral vivenciando todos os planos da nossa realidade simultaneamente. Primeiro, precisamos aprender a dominar  a mente e treina-la para pensar em uma coisa de cada vez. Aos poucos podemos ir ampliando nossa capacidade de atenção até níveis mais profundos de concentração, vivenciando o presente como observadores atentos e ativos de nós mesmos.

Caminhar, sentido os passos, observando as pessoas e tendo noção exata do tempo e do espaço que compartilhamos, perceber a dimensão exata das formas, limitadoras da realidade como um filtro a nos proteger da imensidão da realidade infinita e nos permitir focar nossa mente no trabalho sequencial. Quem aprendeu a criar seus próprios limites internos, pode libertar-se  das formas sem risco de ser arrastado pela enxurrada de estímulos.

Perceber as emoções nascendo, observando seu crescimento sem inibi-la, como uma mãe que observa seu filho engatinhando e fica atenta, mas deixa ele se desenvolver pois sabe que com um simples gesto pode retira-lo perigo. No entanto, pode sentir a beleza da vida e se regozijar daquele momento único e mágico  sem se preocupar. Pode provar das sensações do Mundo sem medo e sem apego, sentindo suas delicias se extasiando com a beleza e diversidade da Criação.

Visualizar e acompanhar os pensamentos nascerem, vendo-os se multiplicarem como as éguas do pântano na Historia de Hércules. Mas agora as éguas não precisam mais das "cercas" dos condicionamentos, podem pastar na grama fresca rica e se procriarem aos olhos do observador atento, que com um simples olhar consegue limitar sua excessiva criatividade e pode acompanhar o nascimento dos "potrinhos", as ideias criativas da mente, e criar um mundo de beleza e esplendor.

Abrir as asas do Pensamento com leveza e prazer e se deixar voar, sabendo que tem pleno controle e pode se deixar flutuar.

Penetrar no silencio como o observador que afeta a coisa observada apenas pela sua Vontade.

Vivenciar tudo isso simultaneamente, sem perder um detalhe do show da vida.

Então, o ser Superconsciente herda a firmeza e concentração do físico, a sensibilidade e elasticidade do emocional e a criatividade e leveza do Mental, e levará consigo estes princípios aonde for.

A consciência desperta  sente-se integrada a Vida infinita, sem apegos ou desapegos.

Só então poderá  continuar sua jornada para o Plano Espiritual, a morada dos Adeptos, pois o mundo temporal cumpriu sua missão, e sempre que for necessário poderá voltar a estas experiências com maestria e satisfação.


Se você gostou deste texto, fique a vontade para compartilhar, comentar  e recomendar nosso Blog. 

Visite também  www.leveconsciencia.com.br

Somos uma Escola que propaga as boas ideias e busca o Despertar da Consciência, ajudando a tornar as pessoas criadores de novas realidades. 

Nossa sede é na Rua Campos Sales, 38,  Tijuca Rio de Janeiro. Temos palestras públicas toda segunda feira as 19hs.
perfil-jsps

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A vida é uma dança

Quando uma porta se fecha, outra se abre; quando um caminho termina, outro começa… nada é estático no Universo, tudo se move sem parar e tudo se transforma sempre para melhor. Habitue-se a pensar desta forma: tudo que chega é bom, tudo que parte também.  É a dança da vida… dance-a da forma como ela se apresentar, sem apego ou resistência. Não se apavore com as doenças… elas são despertadores, têm a missão de nos acordar. De outra forma permaneceríamos distraídos com as seduções do mundo material, esquecidos do que viemos fazer neste planeta. O universo nos mandou aqui para coisas mais importantes do que comer, dormir, pagar contas… Viemos para realizar o Divino em nós. Toda inércia é um desserviço à obra divina. Há um mundo a ser transformado, seu papel é contribuir para deixá-lo melhor do que você o encontrou. Recursos para isso você tem, só falta a vontade de servir a Deus servindo aos homens. Não diga que as pessoas são difíceis e que convivência entre seres humanos

A tríade Pensar, Sentir e Agir

Estes três vértices formam o triangulo magico da Criação, que envolve sempre Ideia, sentimento e ação. Existe uma estreita correlação entre eles , de tal forma que quando um deles é  acionado desencadeia reação nos demais. O pensamento gera sentimento, que provoca ação, a ação provoca sentimento e reflexão , o sentiment o dependente da criação mental e da iniciativa. Qual o motor que costumamos usar em nossas vidas? Ação desenfreada e irrefletida, rompantes destruidores sem a analise cautelosa da razão? Turbilhões de imagens mentais que incendeiam as emoções ? Sentimentos nebulosos de magoa ou paixões desenfreadas , confund indo a  a razão   e a  visão  da realidade? Os sábios antigos comparavam o homem com uma carruagem. O Cocheiro representa a mente, Os Cavalos Representam o coração e as emoções, A Charrete com sua mecânica, representa o Corpo Físico. Quem está no comando desta carruagem? A carruagem move-se desgovernada seguindo ladeira abaixo, carr

O Ritmo do Trabalho

Primeiramente gostaria de agradecer a todos que se interessam por esta leitura e dizer que tudo que falarei aqui é de minha inteira responsabilidade. São minhas crenças pessoais, fruto de meus estudos e reflexões, mas que não devem ser levadas como verdades absolutas, porque nem mesmo eu as tenho desta forma. Eu vos convido a refletir comigo, se permitindo o direito de observar pelo menos por alguns momentos, certas questões que serão apresentadas,  por uma visão diferente e talvez contraditória a sua própria visão. Durante todo este mês estaremos debatendo este tema e gostaríamos de convida-lo a deixar seus comentários e reflexões no final do texto clicando em novo comentário e acompanhar as respostas e sugestões dos demais. Não estranhem o fato de que teremos mais perguntas do que respostas, mais reflexões do que formulações prontas, pois as perguntas parecem contribuir mais para o aprendizado do que as afirmações. Quem de nós pode de fato afirmar alguma coisa,