Pular para o conteúdo principal

BIBLIOTECA VIRTUAL

BIBLIOTECA VIRTUAL - Livros de Domínio Publico

História da Literatura Brasileira: Fatores da Literatura Brasileira -Sílvio Romero
Iliada -Homero
Iracema -José de Alencar 
Júlio César -William Shakespeare
Livro de Mágoas -Florbela Espanca
Livro do Desassossego -Fernando Pessoa
Lucíola -José de Alencar
Macbeth -William Shakespeare
Medida Por Medida -William Shakespeare
Memórias de um Sargento de Milícias -Manuel Antônio de Almeida
Memórias Póstumas de Brás Cubas -Machado de Assis
Mensagem -Fernando Pessoa 9.
Missa do Galo -Machado de Assis
Muito Barulho Por Nada -William Shakespeare
Noite na Taverna -Manuel Antônio Álvares de Azevedo
O Abolicionismo -Joaquim Nabuco
O Alienista -Machado de Assis
O Banqueiro Anarquista -Fernando Pessoa
O Cortiço -Aluísio de Azevedo
O Crime do Padre Amaro -José Maria Eça de Queirós
O Espelho -Machado de Assis
O Eu profundo e os outros Eus. -Fernando Pessoa
O Guarani -José de Alencar
O Guardador de Rebanhos -Fernando Pessoa
O Mercador de Veneza -William Shakespeare
O Navio Negreiro -Antônio Frederico de Castro Alves
O pastor amoroso -Fernando Pessoa
O Primo Basílio -José Maria Eça de Queirós
Obras Seletas -Rui Barbosa
Odisséia -Homero
Os Dois Cavalheiros de Verona -William Shakespeare
Os Lusíadas -Luís Vaz de Camões
Os Maias -José Maria Eça de Queirós
Os Sertões -Euclides da Cunha
Otelo, O Mouro de Veneza -William Shakespeare
Pai Contra Mãe -Machado de Assis
Papéis Avulsos -Machado de Assis
Poemas de Fernando Pessoa -Fernando Pessoa
Poemas de Ricardo Reis -Fernando Pessoa
Poemas em Inglês -Fernando Pessoa
Poemas Inconjuntos -Fernando Pessoa
Poemas Selecionados -Florbela Espanca
Poemas Traduzidos -Fernando Pessoa
Poesias Inéditas -Fernando Pessoa
Quincas Borba -Machado de Assis
Rei Lear -William Shakespeare
Ricardo III -William Shakespeare
Romeu e Julieta -William Shakespeare
Senhora -José de Alencar
Sonetos e Outros Poemas -Manuel Maria de Barbosa du Bocage
Sonetos -Luís Vaz de Camões
Sonho de Uma Noite de Verão -William Shakespeare
Tito Andrônico -William Shakespeare
Trabalhos de Amor Perdidos -William Shakespeare
Tudo Bem Quando Termina Bem -William Shakespeare
Utopia -Thomas Morus




OUTROS LIVROS
Alegria e Trinunfo - Lourenço Prado
As Valquírias - Paulo Coelho
Brida -Paulo Coelho
Geometria Sagrada - Robert Lawlor
Nas Margens do Rio Pietra -  Paulo Coelho

O Alquimista - Paulo Coelho
O Budismo Esotérico -  P. Sinnett
O Caibalion - Os Tres Iniciados
O Diário de um Mago - Paulo Coelho
O Eu e o Inconsciente - Ana Maria La Sala Battà
O Manual do Guerreiro da Luz - Paulo Coelho

Ponto de Mutação - Fritjof Capra
Sabedoria Incomum - Fritjof Capra
O Profeta - Kalil  Gibran
Sete Etapas da transformação consciente -Gloria D. Karpinski
O Ser Quântico - Danah Zoha



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Um dia a gente aprende

Atribuido a W illiam Shakespeare Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança ou proximidade. E começa aprender que beijos não são contratos, tampouco promessas de amor eterno. Começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos radiantes, com a graça de um adulto – e não com a tristeza de uma criança. E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, pois o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, ao passo que o futuro tem o costume de cair em meio ao vão. Depois de um tempo você aprende que o sol pode queimar se ficarmos expostos a ele durante muito tempo. E aprende que não importa o quanto você se importe: algumas pessoas simplesmente não se importam… E aceita que não importa o quão boa seja uma pessoa, ela vai ferí-lo de vez em quando e, por isto, você precisa estar sempre disposto a pedoá-la. Aprende que f

Consagracao do Aposento

Gostaria de oferecer uma prece já conhecida e consagrada pelo Circulo Esotérico da Comunhão do Pensamento,   a Consagração do aposento. Mas proponho que ao afirma-la, cada um se veja no centro de um círculo que forma ao redor de si “um aposento”, um lugar especial dentre de cada um de nós mesmos.  Um círculo que cresce e se expande a medida que nos purificamos e nos tornamos projeções mais perfeitas do poder, sabedoria e amor de Deus. Que  envolve aos poucos aqueles com quem nos relacionamos e vai se ampliando e tocando os círculos iluminados daqueles com que cooperamos, formando um círculo cada vez maior de Paz e Harmonia. CONSAGRAÇÃO DO APOSENTO Dentro do Círculo Infinito da Divina Presença que me envolve inteiramente Afirmo: Há uma só presença aqui: é a presença da Harmonia, que faz vibrar todos os corações de Felicidade e Alegria. Quem quer que aqui entre, sentirá as vibrações da Divina Harmonia. Há uma só presença aqui: é a do Amor. Deus é Am

A tríade Pensar, Sentir e Agir

Estes três vértices formam o triangulo magico da Criação, que envolve sempre Ideia, sentimento e ação. Existe uma estreita correlação entre eles , de tal forma que quando um deles é  acionado desencadeia reação nos demais. O pensamento gera sentimento, que provoca ação, a ação provoca sentimento e reflexão , o sentiment o dependente da criação mental e da iniciativa. Qual o motor que costumamos usar em nossas vidas? Ação desenfreada e irrefletida, rompantes destruidores sem a analise cautelosa da razão? Turbilhões de imagens mentais que incendeiam as emoções ? Sentimentos nebulosos de magoa ou paixões desenfreadas , confund indo a  a razão   e a  visão  da realidade? Os sábios antigos comparavam o homem com uma carruagem. O Cocheiro representa a mente, Os Cavalos Representam o coração e as emoções, A Charrete com sua mecânica, representa o Corpo Físico. Quem está no comando desta carruagem? A carruagem move-se desgovernada seguindo ladeira abaixo, carr