terça-feira, 12 de julho de 2011

O AUTODOMÍNIO

Para o aspirante espiritualista nada há mais importante do que o
autodomínio. Entretanto, do ponto de vista prático, o controle dos pens mentos
assim como das emoções demonstra-se uma tarefa árdua. Para vencer esta
batalha é necessário que o postulante adquira o conhecimento correto sobre
a constituição do seu ser. Um primeiro ponto, de importância capital, é a
mente. Sendo esta, de acordo com o ensinamento
Supermentalista, subdividida em; consciente, subconsciente e
Superconsciente.

O consciente é o nosso estado de vigília, momento no qual usamos os
cinco sentidos para perceber e interagir com o mundo a nossa volta. O
subconsciente é uma memória emocionalmente estruturada, onde ficam
registradas as nossas experiências, sendo que as vivencias mais marcantes,
ai impressas, influem continuamente sobre o consciente. Desta forma
determinam-se preferências, medos, desejos, em fim reações emocionais
de todos os tipos. Estes dois “departamentos”, o consciente e o subconsciente,
formam a personalidade, o eu exterior. Já o  Superconsciente é o plano
essencial do ser, o Eu Interior, ou o Deus vivo em cada ser humano, que
traduz-se como um modelo divino a ser cumprido.
Por conseguinte a tarefa daquele que busca a espiritualidade é inspirarse
neste plano Superconsciente, a essência do ser, ou o seu espírito.

E através dos princípios que ai forem desvendados, vencer as tendências
negativas de sua personalidade. Para tanto, na presente edição do nosso
Boletim, trazemos Os Doze Preceitos Supermentalistas, e as Afirmações
Recomendadas, princípios fundamentais colhidos neste plano essencial, guias
para plantarmos em nossa mente a semente correta a fim de obtermos a
boa colheita.


Fraternalmente.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

A verdade da muito trabalho

O preguiçoso jamais a encontrará porque não tem disposição nem interesse para trabalhar arduamente revirando os detalhes e fazendo pesqui...