Pular para o conteúdo principal

O AUTODOMÍNIO

Para o aspirante espiritualista nada há mais importante do que o
autodomínio. Entretanto, do ponto de vista prático, o controle dos pens mentos
assim como das emoções demonstra-se uma tarefa árdua. Para vencer esta
batalha é necessário que o postulante adquira o conhecimento correto sobre
a constituição do seu ser. Um primeiro ponto, de importância capital, é a
mente. Sendo esta, de acordo com o ensinamento
Supermentalista, subdividida em; consciente, subconsciente e
Superconsciente.

O consciente é o nosso estado de vigília, momento no qual usamos os
cinco sentidos para perceber e interagir com o mundo a nossa volta. O
subconsciente é uma memória emocionalmente estruturada, onde ficam
registradas as nossas experiências, sendo que as vivencias mais marcantes,
ai impressas, influem continuamente sobre o consciente. Desta forma
determinam-se preferências, medos, desejos, em fim reações emocionais
de todos os tipos. Estes dois “departamentos”, o consciente e o subconsciente,
formam a personalidade, o eu exterior. Já o  Superconsciente é o plano
essencial do ser, o Eu Interior, ou o Deus vivo em cada ser humano, que
traduz-se como um modelo divino a ser cumprido.
Por conseguinte a tarefa daquele que busca a espiritualidade é inspirarse
neste plano Superconsciente, a essência do ser, ou o seu espírito.

E através dos princípios que ai forem desvendados, vencer as tendências
negativas de sua personalidade. Para tanto, na presente edição do nosso
Boletim, trazemos Os Doze Preceitos Supermentalistas, e as Afirmações
Recomendadas, princípios fundamentais colhidos neste plano essencial, guias
para plantarmos em nossa mente a semente correta a fim de obtermos a
boa colheita.


Fraternalmente.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Um dia a gente aprende

Atribuido a W illiam Shakespeare Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança ou proximidade. E começa aprender que beijos não são contratos, tampouco promessas de amor eterno. Começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos radiantes, com a graça de um adulto – e não com a tristeza de uma criança. E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, pois o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, ao passo que o futuro tem o costume de cair em meio ao vão. Depois de um tempo você aprende que o sol pode queimar se ficarmos expostos a ele durante muito tempo. E aprende que não importa o quanto você se importe: algumas pessoas simplesmente não se importam… E aceita que não importa o quão boa seja uma pessoa, ela vai ferí-lo de vez em quando e, por isto, você precisa estar sempre disposto a pedoá-la. Aprende que f

Consagracao do Aposento

Gostaria de oferecer uma prece já conhecida e consagrada pelo Circulo Esotérico da Comunhão do Pensamento,   a Consagração do aposento. Mas proponho que ao afirma-la, cada um se veja no centro de um círculo que forma ao redor de si “um aposento”, um lugar especial dentre de cada um de nós mesmos.  Um círculo que cresce e se expande a medida que nos purificamos e nos tornamos projeções mais perfeitas do poder, sabedoria e amor de Deus. Que  envolve aos poucos aqueles com quem nos relacionamos e vai se ampliando e tocando os círculos iluminados daqueles com que cooperamos, formando um círculo cada vez maior de Paz e Harmonia. CONSAGRAÇÃO DO APOSENTO Dentro do Círculo Infinito da Divina Presença que me envolve inteiramente Afirmo: Há uma só presença aqui: é a presença da Harmonia, que faz vibrar todos os corações de Felicidade e Alegria. Quem quer que aqui entre, sentirá as vibrações da Divina Harmonia. Há uma só presença aqui: é a do Amor. Deus é Am

Ela une todas as coisas

Esta música de Jorge Vercillo descreve com simplicidade a felicidade de sentir a dimensão da vida como algo inexplicável, intangível e grandioso.  Simples e profundo se você tiver a mente e o coração abertos a uma nova pespectiva ... Ela une todas as coisas Jorge Vercillo Ela une todas as coisas Como eu poderia explicar Um doce mistério de rio Com a transparência de um mar Ela une todas as coisas Quantos elementos vão lá Sentimento fundo de água Com toda leveza do ar Ela está em todas as coisas Até no vazio que me dá Quando vejo a tarde cair E ela não está Talvez ela saiba de cor Tudo que eu preciso sentir Pedra preciosa de olhar Ela só precisa existir Para me completar Ela une o mar Com o meu olhar Ela só precisa existir Pra me completar Ela une as quatro estações Une dois caminhos num só Sempre que eu me vejo perdido Une amigos ao meu redor Ela está em todas as coisas Até no vazio que me dá Quando vejo a tarde cair E ela não está Talvez ela saiba de cor Tudo que eu preciso sentir Ped