Pular para o conteúdo principal

Curso de Ocultismo - Dois mundos em um só


Depois da primeira aula sobre as estrelas fantasmas, desçamos dos céus e coloquemos os pés na Terra. É verdade que não nos afastaremos dos aparentes fantasmas, porém, aqui embaixo os fantasmas são outros, bem diferentes.


A descoberta das antipartículas é um dos progressos mais revolucionários da física nuclear. Pelo menos, é isto que afirma o nosso autor Andrew Tomas, em seu livro Barreira do Tempo, Capítulo 7, que continuaremos utilizando em nossas aulas.

 

 Além do átomo conter um próton positivo e um elétron carregado negativamente, a ciência conhece agora o antipróton e o posítron.

 

A exploração da micro-onda revelou a presença da antimatéria no universo. Os cientistas já falam de antiestrelas e antigaláxias. Dizem que o antimundo se comporta exatamente como se fosse um reflexo do nosso.

 

Em qualquer parte, no espaço, pode existir um antiplaneta com os seus antipolos cobertos de gelo. Este planeta pode ser habitado por um antipovo – nossos antípodas cósmicos, em situações diametralmente opostas.

 

Felizmente, nós nunca os encontramos, pois se uma nave espacial da Terra tentasse descer sobre um antiplaneta, daria como resultado uma terrível explosão, sendo aniquiladas reciprocamente a matéria e a antimatéria.

 

Considerando que o antimundo e o nosso mundo não podem entrar em contato, estamos perante um conceito surpreendente de dois mundos vivendo lado a lado.

 

E na física, o posítron é descrito como um elétron que se move em sentido contrário ao Tempo. A direção do Tempo no antimundo vai do futuro para o passado. O homem, porém, é feito de partículas e não de antipartículas, e as partículas movem-se em direção ao futuro.


Os supostos habitantes de uma antigaláxia considerariam o Tempo como avançando ao passo que o nosso iria recuando.

 

Segundo o físico inglês Russel Stannard, os habitantes hipotéticos desse mundo não notariam nada especial em seu meio ambiente. No antimundo, uma pessoa idosa ficaria cada vez mais jovem sem perceber o seu rejuvenescimento.

 

O antipovo ficaria convencido que são eles que envelhecem, enquanto nós vamos continuar acreditando que somos nós que envelhecemos. Um mundo caminhando do futuro para o passado é uma imagem difícil de aceitar.

 

Diante dessa confusão perturbadora, como podemos determinar o que seja passado e futuro?

 

A direção do Tempo é relativa, tão relativa quanto o conceito de alto e baixo. Não teria significado algum dizer-se que o universo caminha ao contrário e que ele inverte repentinamente a direção do Tempo. No Universo não existe nem alto e nem baixo, nem parte da frente e de trás.

 

Será possível retornar no Tempo? Este problema foi estudado por Platão. Há vinte e quatro séculos, em seu livro A República, Platão descreve um universo oscilante, caminhando ao contrário do Tempo, quando ao final de cada ciclo, o Tempo para e todas as coisas se movem no sentido inverso.

 

Dessa forma, as pessoas mais idosas tornam a ficar jovens, até que se encontram chorando em seu berço, para, a seguir, desaparecerem no seio materno, em lugar de acabar no túmulo.


Essa fantástica teoria de Platão encontra atualmente um respaldo no campo da física nuclear. Os "tachyons", ou partículas atômicas, viajando mais depressa que a luz, movem-se em sentido contrário do Tempo.

 

Lembro-me de ler nas histórias do Super-Homem que, para voltar no Tempo, ele voava em alta velocidade, na velocidade da luz, em sentido inverso à rotação da Terra. Ficção ou premonição?


Se existe uma curvatura do Tempo, podemos utilizar ideias de ficção científica, como, por exemplo, admitir a existência de um "hiper-tempo" e a possibilidade de acessar o passado e prever o futuro, contornando o Tempo.

 

Um universo paralelo poderia ter o seu Tempo próprio que não deveria necessariamente corresponder ao nosso. Seu alcance temporal poderia ser mais amplo e uma entrada a esse nível poderia alargar as fronteiras do Tempo.

 

Mistério ou loucura, realidade ou imaginação? Quem sabe? Ninguém sabe.

 

Depois dessa aula, não percam o sono, pois, em tempos quânticos, o místico pode tornar-se realidade, e é melhor irmos acostumando-nos com esses mistérios.


Gilberto Gonçalves









Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Um dia a gente aprende

Atribuido a W illiam Shakespeare Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança ou proximidade. E começa aprender que beijos não são contratos, tampouco promessas de amor eterno. Começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos radiantes, com a graça de um adulto – e não com a tristeza de uma criança. E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, pois o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, ao passo que o futuro tem o costume de cair em meio ao vão. Depois de um tempo você aprende que o sol pode queimar se ficarmos expostos a ele durante muito tempo. E aprende que não importa o quanto você se importe: algumas pessoas simplesmente não se importam… E aceita que não importa o quão boa seja uma pessoa, ela vai ferí-lo de vez em quando e, por isto, você precisa estar sempre disposto a pedoá-la. Aprende que f

Consagracao do Aposento

Gostaria de oferecer uma prece já conhecida e consagrada pelo Circulo Esotérico da Comunhão do Pensamento,   a Consagração do aposento. Mas proponho que ao afirma-la, cada um se veja no centro de um círculo que forma ao redor de si “um aposento”, um lugar especial dentre de cada um de nós mesmos.  Um círculo que cresce e se expande a medida que nos purificamos e nos tornamos projeções mais perfeitas do poder, sabedoria e amor de Deus. Que  envolve aos poucos aqueles com quem nos relacionamos e vai se ampliando e tocando os círculos iluminados daqueles com que cooperamos, formando um círculo cada vez maior de Paz e Harmonia. CONSAGRAÇÃO DO APOSENTO Dentro do Círculo Infinito da Divina Presença que me envolve inteiramente Afirmo: Há uma só presença aqui: é a presença da Harmonia, que faz vibrar todos os corações de Felicidade e Alegria. Quem quer que aqui entre, sentirá as vibrações da Divina Harmonia. Há uma só presença aqui: é a do Amor. Deus é Am

A tríade Pensar, Sentir e Agir

Estes três vértices formam o triangulo magico da Criação, que envolve sempre Ideia, sentimento e ação. Existe uma estreita correlação entre eles , de tal forma que quando um deles é  acionado desencadeia reação nos demais. O pensamento gera sentimento, que provoca ação, a ação provoca sentimento e reflexão , o sentiment o dependente da criação mental e da iniciativa. Qual o motor que costumamos usar em nossas vidas? Ação desenfreada e irrefletida, rompantes destruidores sem a analise cautelosa da razão? Turbilhões de imagens mentais que incendeiam as emoções ? Sentimentos nebulosos de magoa ou paixões desenfreadas , confund indo a  a razão   e a  visão  da realidade? Os sábios antigos comparavam o homem com uma carruagem. O Cocheiro representa a mente, Os Cavalos Representam o coração e as emoções, A Charrete com sua mecânica, representa o Corpo Físico. Quem está no comando desta carruagem? A carruagem move-se desgovernada seguindo ladeira abaixo, carr