quarta-feira, 12 de abril de 2017

Perecer, germinar e florir



Se for para se enterrar que seja para virar semente e renascer. Então, na primavera se tornar flor a colorir o mundo e, no outono, se transmutar em doce fruto a alimentar a humanidade”.
yoskhaz
Lindo pensamento, que nos faz refletir sobre o verdadeiro sentido da Páscoa. Morrer, renascer, transformar e aprender. Crescer a cada morte e a cada renascimento. Sem esta transformacao profunda e súbita que é simbolicamente representada na idéia da morte, nossos avancos e conquistas são lentos. Os erros e as memorias do passado nos aprisionam e sempre reclamam seu lugar trazendo uma certa inseguranca.
Somente a idéia radical de um novo começo rompendo com habitos e sentimentos enraigados, pode nos dar de fato uma nova chance.
Pode ser uma experiencia amarga, mas a alegria e o frescor da juventude do novo ser que nasce será um impulso revigorante para a alma.
Podemos esperar que as diversas mortes venham a nos surpreender ou podemos ir ao encontro dela e nos reinventar totalmente fazendo surgir um ser totalmente novo e revigorado, mesmo que para isso tenhamos que deixar alguma coisa de lado por um tempo.
João Sergio




Receba nossas Postagens direto no seu e-mail

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O fruto da vida

Acreditamos que Deus é todo poder, todo amor, toda verdade, toda justiça e toda harmonia, não é mesmo. Queremos manifestar sua grandio...