Pular para o conteúdo principal

Navegar é preciso...


Temos o controle das velas, mas não dos ventos. Mas isso é algo muito grandioso e tem feito toda a diferença, porque o "O novo mundo" que queremos conquistar está do outro lado dos oceanos...
Fernando Pessoa diz em seu Poema " Navegar é preciso, viver não é preciso".  Que bom que temos o controle das velas, porque dos ventos e das demais condições não temos o menor controle. Que bom que temos a nossa pequena ciência, a nossa simplicidade e nossa fé. Mas veja aonde podemos chegar com ela. Enfrentamos a águas bravias dos oceanos, mergulhamos no desconhecido em busca de nossos sonhos e vivemos fortes emoções. Vem a tempestade, somos derrubados e arrastados, nos agarramos em pequenos gravetos e ficamos na superfície aguardando um socorro. E novamente nosso espirito aventureiro nos levanta e nos erguemos e voltamos a sonhar com o novo mundo. Construímos novos barcos, agora mais fortes, estudamos as rotas, motivamos a tripulação e nos aventuramos novamente nos oceanos desconhecidos para viver novas emoções e novas conquistas. Somos assim mesmo, movidos pela fé e pela aventura, pela necessidade de nos expandir e abrir nossos horizontes. Somos teimosos, varias vezes derrubados e nos levantamos novamente para cair mais a frente, mas nunca desistimos de nossos sonhos. Mas com o tempo aprendemos a usar a nossa pequena ciência para vencer os oceanos e estabelecemos então novas fronteiras, construímos cidades, desbravamos novos territórios. Então percebemos que a vida sempre vale a pena, por mais que seja pequena. Que o importante é que emoções eu vivi..."
Como diz Milton Nascimento em suas canções: "Longe se vai, sonhando demais, mas onde se chega assim... Vou descobrir, o que me faz sentir, eu caçador de mim.."

João Sérgio



Receba nossas Postagens direto no seu e-mail

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Um dia a gente aprende

Atribuido a W illiam Shakespeare Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança ou proximidade. E começa aprender que beijos não são contratos, tampouco promessas de amor eterno. Começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos radiantes, com a graça de um adulto – e não com a tristeza de uma criança. E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, pois o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, ao passo que o futuro tem o costume de cair em meio ao vão. Depois de um tempo você aprende que o sol pode queimar se ficarmos expostos a ele durante muito tempo. E aprende que não importa o quanto você se importe: algumas pessoas simplesmente não se importam… E aceita que não importa o quão boa seja uma pessoa, ela vai ferí-lo de vez em quando e, por isto, você precisa estar sempre disposto a pedoá-la. Aprende que f

Consagracao do Aposento

Gostaria de oferecer uma prece já conhecida e consagrada pelo Circulo Esotérico da Comunhão do Pensamento,   a Consagração do aposento. Mas proponho que ao afirma-la, cada um se veja no centro de um círculo que forma ao redor de si “um aposento”, um lugar especial dentre de cada um de nós mesmos.  Um círculo que cresce e se expande a medida que nos purificamos e nos tornamos projeções mais perfeitas do poder, sabedoria e amor de Deus. Que  envolve aos poucos aqueles com quem nos relacionamos e vai se ampliando e tocando os círculos iluminados daqueles com que cooperamos, formando um círculo cada vez maior de Paz e Harmonia. CONSAGRAÇÃO DO APOSENTO Dentro do Círculo Infinito da Divina Presença que me envolve inteiramente Afirmo: Há uma só presença aqui: é a presença da Harmonia, que faz vibrar todos os corações de Felicidade e Alegria. Quem quer que aqui entre, sentirá as vibrações da Divina Harmonia. Há uma só presença aqui: é a do Amor. Deus é Am

A tríade Pensar, Sentir e Agir

Estes três vértices formam o triangulo magico da Criação, que envolve sempre Ideia, sentimento e ação. Existe uma estreita correlação entre eles , de tal forma que quando um deles é  acionado desencadeia reação nos demais. O pensamento gera sentimento, que provoca ação, a ação provoca sentimento e reflexão , o sentiment o dependente da criação mental e da iniciativa. Qual o motor que costumamos usar em nossas vidas? Ação desenfreada e irrefletida, rompantes destruidores sem a analise cautelosa da razão? Turbilhões de imagens mentais que incendeiam as emoções ? Sentimentos nebulosos de magoa ou paixões desenfreadas , confund indo a  a razão   e a  visão  da realidade? Os sábios antigos comparavam o homem com uma carruagem. O Cocheiro representa a mente, Os Cavalos Representam o coração e as emoções, A Charrete com sua mecânica, representa o Corpo Físico. Quem está no comando desta carruagem? A carruagem move-se desgovernada seguindo ladeira abaixo, carr