Pular para o conteúdo principal

Atravessando o Mar Vermelho






São duas colunas gigantescas e você está no meio delas. Uma gira suas águas para a esquerda e outra para a direita. Ambas são muito poderosas e perigosas. Sempre existiram, mas nunca estiveram tão fortes.

A da direita é defensora da lei e conhecimento e pode te levantar e gerar euforia. É enganosa porque faz você perder contato com a realidade e acreditar em um mundo perfeito cheio de heróis e fantasias, onde os sonhos são maiores que a realidade e as dificuldades e imperfeições humanas pisoteadas.

A da esquerda defende a ação material como único caminho. Despreza os sonhos e o idealismo e pode levar a depressão profunda levando você a perder a sensibilidade, e se tornar incapaz  de reconhecer o valor da beleza, arte e ilusão. Pode gerar sentimentos de insignificância e impotência e as coisas mais simples e belas perdem o sentido. A motivação para a vida se torna materialista e limitada.

A melhor coisa a fazer é ficar equidistante e não aderir a nenhuma das correntes, porque os belicosos com suas bigas serão tragados pelo mar vermelho que se fechará sobre eles.

Não se deixe enganar por aqueles que tentam te convencer a aderir a uma delas, pois a vida não é dividida entre dois lados opostos, mas tudo faz parte de uma realidade Única. Somente os míopes de coração não conseguem amar a todos e por isso vivem a grande ilusão da separatividade e buscam adeptos.

Mas o sábio mestre Moisés, aquele que foi “Salvo das Águas”, mostrou que se pode atravessar este mar vermelho caminhando serena e firmemente em meio as duas colunas e alcançar o continente, um "lugar de paz" do outro lado onde tudo se unifica, mantendo a mente focada no objetivo caminhando com firmeza, um passo após o outro, construindo aos poucos uma nova realidade. Movido pelo sonho e sustentado pelas ações, unindo cautela com ousadia, ciência com caridade.

Isso não significa que devemos ignora-las e viver a margem da realidade, mas sim que não devemos lhes entregar nossa alma e jamais envolver nosso coração com sentimentos de ódio ou euforia desmedida.

Não existem heróis nem vilões, somos todos parte de uma grande irmandade e mesmo aqueles que cometeram pesados erros merecem ser tratados com amor e respeito para que um dia sejam capazes de enfrentar o tribunal de suas consciências.

Além de Moisés, muitos sábios no passado viveram em conformidade com este princípio e levaram seu povo a uma nova realidade. Eles se mantiveram firmes e alcançaram vitórias pessoais e coletivas, se mantendo distantes destas forças, como foi o caso de Mahatma Gandhi e Jesus, entre outros.

Mas você pode fazer isso também com a sua vida e a de sua família, e assim ajudar a mudar a sociedade como um todo gradualmente.

João Sérgio P. Silva


Se você gostou deste texto, convido-lhe a deixar seus comentários e compartilhar com seus amigos.  Mas não esqueça de informar a fonte.

 Receba nossas Postagens direto no seu e-mail

cadastre-se (1)
Perfil Jsps

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Um dia a gente aprende

Atribuido a W illiam Shakespeare Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança ou proximidade. E começa aprender que beijos não são contratos, tampouco promessas de amor eterno. Começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos radiantes, com a graça de um adulto – e não com a tristeza de uma criança. E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, pois o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, ao passo que o futuro tem o costume de cair em meio ao vão. Depois de um tempo você aprende que o sol pode queimar se ficarmos expostos a ele durante muito tempo. E aprende que não importa o quanto você se importe: algumas pessoas simplesmente não se importam… E aceita que não importa o quão boa seja uma pessoa, ela vai ferí-lo de vez em quando e, por isto, você precisa estar sempre disposto a pedoá-la. Aprende que f

Consagracao do Aposento

Gostaria de oferecer uma prece já conhecida e consagrada pelo Circulo Esotérico da Comunhão do Pensamento,   a Consagração do aposento. Mas proponho que ao afirma-la, cada um se veja no centro de um círculo que forma ao redor de si “um aposento”, um lugar especial dentre de cada um de nós mesmos.  Um círculo que cresce e se expande a medida que nos purificamos e nos tornamos projeções mais perfeitas do poder, sabedoria e amor de Deus. Que  envolve aos poucos aqueles com quem nos relacionamos e vai se ampliando e tocando os círculos iluminados daqueles com que cooperamos, formando um círculo cada vez maior de Paz e Harmonia. CONSAGRAÇÃO DO APOSENTO Dentro do Círculo Infinito da Divina Presença que me envolve inteiramente Afirmo: Há uma só presença aqui: é a presença da Harmonia, que faz vibrar todos os corações de Felicidade e Alegria. Quem quer que aqui entre, sentirá as vibrações da Divina Harmonia. Há uma só presença aqui: é a do Amor. Deus é Am

A tríade Pensar, Sentir e Agir

Estes três vértices formam o triangulo magico da Criação, que envolve sempre Ideia, sentimento e ação. Existe uma estreita correlação entre eles , de tal forma que quando um deles é  acionado desencadeia reação nos demais. O pensamento gera sentimento, que provoca ação, a ação provoca sentimento e reflexão , o sentiment o dependente da criação mental e da iniciativa. Qual o motor que costumamos usar em nossas vidas? Ação desenfreada e irrefletida, rompantes destruidores sem a analise cautelosa da razão? Turbilhões de imagens mentais que incendeiam as emoções ? Sentimentos nebulosos de magoa ou paixões desenfreadas , confund indo a  a razão   e a  visão  da realidade? Os sábios antigos comparavam o homem com uma carruagem. O Cocheiro representa a mente, Os Cavalos Representam o coração e as emoções, A Charrete com sua mecânica, representa o Corpo Físico. Quem está no comando desta carruagem? A carruagem move-se desgovernada seguindo ladeira abaixo, carr