Pular para o conteúdo principal

A sabedoria da Alegria

A que nos conduz a vida, qual o seu significado, para que existimos?

Talvez nunca possamos responder estas perguntas, mas podemos seguir a pista deixada pelos Mestres. E todos eles nos falam de Alegria, pura alegria de viver.

Ser parte deste Universo vivo é uma grande alegria e não precisamos de mais nada para ser felizes, basta viver cada momento, se contentar com a vida e tudo o que ela nos traz.

A alegria de ser, como crianças brincando no jardim da vida, se alegrando com cada nova descoberta.

Mas as vezes perdemos nossa alegria porque queremos prender a vida, queremos possuir as coisas e as pessoas, deixamos de Ser para Ter.

E aí a alegria se perde, porque nunca teremos o bastante, porque na verdade já temos tudo o que precisarmos e desejarmos.

Um milionário possui muito dinheiro no banco, mas se sua carteira está vazia, não sofre com isso, porque sabe que pode ter o que quiser, é só esperar um pouquinho e sacar o dinheiro que precisa.

Nós vemos a beleza e queremos aprisiona-la, ser proprietário dela. Prendemos os pássaros que cantam e nos alegram e os colocamos em uma gaiola  no nosso quarto, mas seu canto se torna triste.

Compramos aquele terreno paradisíaco próximo da praia e o tornamos privado para que possamos admira-lo todo dia, mas se torna monótono.

Aprisionamos as aguas dos Rios para gerar energia e riqueza, mas acabamos gerando fome e pobreza.

Se tentamos ser livres como os ciganos ou os índios corremos o risco de nos isolar do mundo e não participar de sua aventura, se nos tornamos negligentes com as nossas posses também ofendemos a natureza que nos deu a riqueza e causamos mau a sociedade.

Se damos festas para comemorar a vida, muitas vezes exageramos  e bebemos além da conta. Se brincamos com algum jogo, podemos nos viciar nele e nos desligar de tantas outras coisas importantes. 

Então, o que fazer? Como sermos crianças despreocupadas quando nos falta tanto, estamos em apuros e não sabemos o que fazer, estamos em um labirinto e não sabemos como sair dele, quem poderá nos ajudar?

Talvez a vida seja um jogo, e  nós temos que achar a saída e conquistar o grande premio. Se for um jogo, temos que avançar para novas fazes, temos que conquistar novos pontos em cada faze, ganhar novas vidas, novas forças, vencer os inimigos, conquistar aliados, definir estratégias. Mesmo que o jogo as vezes seja tenso, não podemos esquecer que não passa de um brincadeira de criança, como nos lembrou o Mestre.

Podemos ser felizes e dar boas rizadas mesmo se perdemos algumas partidas ?
Podemos fazer amigos, mesmo nas derrotas?
Podemos encontrar alegria na arte de jogar ?
E quando vencermos o jogo, qual será nosso premio?
O que fazer quando chegarmos ao topo? Começar um novo jogo?

“Vivendo e aprendendo a jogar... Nem sempre ganhando, nem sempre perdendo, mas aprendendo a Jogar..."


Mensagem do grupo,



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A vida é uma dança

Quando uma porta se fecha, outra se abre; quando um caminho termina, outro começa… nada é estático no Universo, tudo se move sem parar e tudo se transforma sempre para melhor. Habitue-se a pensar desta forma: tudo que chega é bom, tudo que parte também.  É a dança da vida… dance-a da forma como ela se apresentar, sem apego ou resistência. Não se apavore com as doenças… elas são despertadores, têm a missão de nos acordar. De outra forma permaneceríamos distraídos com as seduções do mundo material, esquecidos do que viemos fazer neste planeta. O universo nos mandou aqui para coisas mais importantes do que comer, dormir, pagar contas… Viemos para realizar o Divino em nós. Toda inércia é um desserviço à obra divina. Há um mundo a ser transformado, seu papel é contribuir para deixá-lo melhor do que você o encontrou. Recursos para isso você tem, só falta a vontade de servir a Deus servindo aos homens. Não diga que as pessoas são difíceis e que convivência entre seres humanos

A tríade Pensar, Sentir e Agir

Estes três vértices formam o triangulo magico da Criação, que envolve sempre Ideia, sentimento e ação. Existe uma estreita correlação entre eles , de tal forma que quando um deles é  acionado desencadeia reação nos demais. O pensamento gera sentimento, que provoca ação, a ação provoca sentimento e reflexão , o sentiment o dependente da criação mental e da iniciativa. Qual o motor que costumamos usar em nossas vidas? Ação desenfreada e irrefletida, rompantes destruidores sem a analise cautelosa da razão? Turbilhões de imagens mentais que incendeiam as emoções ? Sentimentos nebulosos de magoa ou paixões desenfreadas , confund indo a  a razão   e a  visão  da realidade? Os sábios antigos comparavam o homem com uma carruagem. O Cocheiro representa a mente, Os Cavalos Representam o coração e as emoções, A Charrete com sua mecânica, representa o Corpo Físico. Quem está no comando desta carruagem? A carruagem move-se desgovernada seguindo ladeira abaixo, carr

O Ritmo do Trabalho

Primeiramente gostaria de agradecer a todos que se interessam por esta leitura e dizer que tudo que falarei aqui é de minha inteira responsabilidade. São minhas crenças pessoais, fruto de meus estudos e reflexões, mas que não devem ser levadas como verdades absolutas, porque nem mesmo eu as tenho desta forma. Eu vos convido a refletir comigo, se permitindo o direito de observar pelo menos por alguns momentos, certas questões que serão apresentadas,  por uma visão diferente e talvez contraditória a sua própria visão. Durante todo este mês estaremos debatendo este tema e gostaríamos de convida-lo a deixar seus comentários e reflexões no final do texto clicando em novo comentário e acompanhar as respostas e sugestões dos demais. Não estranhem o fato de que teremos mais perguntas do que respostas, mais reflexões do que formulações prontas, pois as perguntas parecem contribuir mais para o aprendizado do que as afirmações. Quem de nós pode de fato afirmar alguma coisa,